18 de jun de 2012

CANÁRIOS OVOS BRANCOS, O QUE FAZER?


Quantas vezes no inicio da época de criação você se deparou com muitos ovos brancos? E quantas vezes já lhe falaram que isso é normal na primeira postura?
Pois é amigos, revejam seus pensamentos, pois isso não é normal como pintam por ai.
A época de criação é reflexo de tudo que você fez durante o ano, então não se iluda em pensar que isto é normal.
Para ajudar você a entender melhor, transcrevo abaixo um artigo publicado pela AJO - Associação Joinvilense de Ornitologia.




O maior número de reclamações dos criadores de pássaros durante a fase de reprodução é a incidência de ovos brancos. Inúmeras são as causas dos altos índices de ovos brancos, dentre estas se podem incluir as causas ambientais, nutricionais, infecciosas e de manejo.

CAUSAS AMBIENTAIS

O ovo mantido em ambiente com ar de má qualidade absorve através dos poros da casca a sujeira, os gases nocivos e os microorganismos patogênicos. O embrião morre antes do sétimo dia da incubação, fazendo com que o criador fique confuso no diagnóstico de fecundação. As causas ambientais e suas soluções são:

Ventilação insuficiente - procure abrir janelas na parte de baixo do canaril, usar tela ou invés de vidro nas janelas, conter vento com cortinas.

Renovação do ar insuficiente - fazer saídas de ar nos pontos mais altos da sala de criação, ou nas paredes opostas à entrada de ar, exceto na parede voltada para o Sul. Fazer sempre saídas altas de ar.

Qualidade baixa do ar - veja renovação de ar, mantenha limpeza do canaril diária.

Ausências de saídas de ar - o ar quente sobe, juntamente com partículas de sujeira e microorganismos, dificultando as trocas de ar.

Sujeira em excesso - procure trocar ninhos sujos, bandejas com odor forte, bandejas úmidas e fétidas.

Troca de bandeja inadequada - troque as bandejas pelo menos 1 vez por semana. Não acumule papéis sobrepostos nas bandejas.

Varredura de penas - procure usar aspirador de pó para limpeza do canaril, pois faz pouco pó.

Excesso de pó na criação - use aspirador de pó ou molhe o chão antes de varrer. Use uma bisnaga de água que faça uma pulverização fina sobre a sujeira.

Mudanças bruscas de temperatura-fora do controle dos criadores, as alterações bruscas de temperatura podem causar baixa fertilidade no macho, morte embrionária na primeira semana da incubação e perda "da libido", ou seja, os reprodutores não ficam mais fogosos.

CAUSA DE MANEJO
O ovo contamina-se no meio ambiente através dos poros. Microorganismos da mão dos tratadores e dos criadores podem contaminar o embrião. Da mesma forma como descrita anteriormente, o embrião morre antes do sétimo dia da incubação, ou um pouco mais velho, fazendo com que o criador fique confuso no diagnóstico de fecundação ou perca a postura da fêmea no choco. As causas de manejo e suas soluções são:

Ventilação dos ovos na espera do choco - deposite os ovos que aguardam a volta para o choco em algodão, ou em sementes redondas como o nabo.

Contaminação - nunca coloque os ovos em espera sobre sementes como o alpiste, pois estas riscam a casca do ovo e seus fungos e bactérias entram através dos poros do ovo, matando o germe do embrião.

Bactérias da mão das pessoas -Streptococcus e Staphylococcus são bactérias que existem nas mãos das pessoas, e que passam para a casca dos ovos, matando filhotes. Pesquisas revelam que foram as causas de morte de 85% de embriões de periquitos australianos. Causa a mesma morte em canários e outras aves. Use luvas ou pinças de plástico para segurar os ovos para ovoscopia e para o repouso antes do choco.
Obs. Esta é a razão para se lavar as mãos constantemente, antes de cada operação de se tocar nos ovos e nas aves.

Ovoscopia - choques térmicos e choques mecânicos matam os embriões. Cuidados com ovoscópios sem proteção térmica para apoio dos ovos para a leitura. Forre a borda com cortiça renovável ou espuma. Evite choques do ovo com o ninho ou com o ovoscópio, ou mesmo choques ao transportá-los.
Obs. No caso de choque térmico, evite pegar os ovos com as mãos geladas.

Medicações indevidas - as sulfas podem causar ausência de produção de espermatozóides nos machos durante 30 a 40 dias, a chamada azoospermia. Nenhum ovo será galado nestas condições. Não use Sulfas para reprodutores próximo à fase de reprodução.
Obs. Os antibióticos produzem efeito semelhante, deve ser o último recurso para tratamento das aves.

CAUSAS NUTRICIONAIS

As principais causas de ovo branco são as de origem nutricional:
Desbalanceamento nutricional das papas caseiras - fazer testes de bromatologia e suplementação das deficiências. Use papas comerciais registradas.

Falta ou excesso de vitaminas - nestas condições os sintomas são semelhantes, e de difícil diagnóstico. A história da criação é a melhor forma de diagnóstico.

Falta de minerais - os ovos podem ficar frágeis, com casca porosa ou irregular, causando fraturas de casca, contaminações mais freqüentes, perda de fêmeas em acidentes na oviposição. Use cálcio líquido específico para aves, ele melhora a formação da casca dos ovos, prevenindo a ocorrência ovos de casca mole, aumenta a resistência do ovo à incubação. Promove contrações sincronizadas do oviduto, prevenindo a retenção de ovos virados nas fêmeas em postura. Previne a baixa postura.

Ação do complexo de vitaminas - usado para manter e restabelecera saúde dos com desgaste da reprodução e da cobertura nos machos, desgaste da postura e criação dos filhotes pelas fêmeas, desgaste físico do desmame, calor e frio excessivos, variações bruscas de temperatura, deficiências nutricionais, todas causas de ovo branco. Tem grande indicação na reprodução para melhorar a fertilidade de fêmeas e de machos, e preparar os jovens reprodutores, age nos picos de produção de ovos.

Deficiência de aminoácidos - exemplo metionina e Usina. A Metionina promove aumento no tamanho dos ovos das fêmeas em postura, aumento da fertilidade dos machos e melhora da eclosão dos ovos. A Lisina previne o canibalismo de filhotes e de ovos.

Vitamina A atua em casos de baixa fertilidade.
Vitamina E encontrada na Levedura seca tem ação importante na reprodução. Previne a morte embrionária, a baixa eclosão dos ovos, a degeneração testicular dos machos.

Biotina é uma vitamina indicada na baixa eclosão de ovos, morte embrionária.
Levedura é um alimento natural rico em proteínas, minerais, vitaminas do complexo B (vitamina B1, B2, B6), bem como vitaminas do tipo ácido nicotínico, ácido pantotênico e ácido fólico, e quando usado de forma contínua, auxilia na reprodução das aves, colaborando com a ação das outras vitaminas importantes para a reprodução, citadas acima.
Pode ser encontrado da forma pura ou agregado a outras vitaminas.


CAUSAS INFECCIOSAS

As principais causas infecciosas de ovo branco são micoplasmose e bactérias secundárias encontradas no meio ambiente ou na mão dos tratadores. O micoplasma afeta os reprodutores de forma lenta, podendo se manifestar até 1,5 ano após a contaminação. Devemos utilizar medicações preventivas de forma estratégica nas fases críticas da criação.

Micoplasmose - causa infertilidade de machos (diagnosticada como ovos brancos), infertilidade de fêmeas, morte do embrião no ovo, principalmente antes da eclosão. Fraqueza de filhotes, morte de filhotes na primeira semana de vida.

Nos filhotes a micoplasmose age - controlando os agentes que acometem os filhotes na primeira semana de vida e na semana seguida ao desmame. Nestas fases os filhotes fiquem stressados, com queda de resistência, acarretando as grandes perdas da criação. A medicação preventiva reduz quadros de "pinta-preta", retenção de saco da gema, diarréia de ninho, morte do filhote na primeira semana de vida, auxilia na reabsorção perfeita do saco da gema, reduz problemas respiratórios e a diarréia dos filhotes no desmame.

Nos adultos a prevenção atua na infertilidade dos machos, na causa de ovos brancos, e de ovos não galados, na mortalidade do embrião e na bicagem do ovo.
Pesquisas mostram que os bioflavonóides contribuem para o aumento da produção de ovos e sobrevivência dos embriões.

Probióticos - são indicados para a formação de uma flora microbiana gástrica e intestinal saudáveis nos adultos, pois desta forma, quando regurgitarem o primeiro alimento para o filhote, estarão passando esta flora para formação nos filhotes.

A melhor forma do criador evitar ou reduzir a formação de ovos brancos é a realização de exames dos ovos e dos reprodutores na época da postura, e organizar um programa de prevenção na criação, que inclui desde a desinfecção do ambiente de criação, até o fornecimento das medicações preventivas e mesmo curativas para todo o plantei. O esquema de prevenção com medicação não pode falhar em nenhuma ave, pois aquelas que não participam da prevenção podem se tornar portadoras caso estejam com o agente. Procure identificar e corrigir todos os pontos descritos neste artigo, para que possa minimizar os riscos de ovos brancos na criação.

Fonte: AJO - Associação Joinvilense de Ornitologia

Nenhum comentário:

Postar um comentário